Rua Nélio Guimarães, 170 - Ribeirão Preto/SP
(16) 3623-0050  |  3441-2131

Por que é importante ficar atento aos sinais do olho do seu pet?

As principais doenças que afetam os olhos dos cães velhinhos é a catarata, olho seco e ceratite senil. A principal causa de perda visual nos cães é a catarata e os mais velhinhos são mais propensos a manifestar. Já o olho seco acontece também nos velhinhos, pois naturalmente a quantidade e qualidade da lágrima vão agravando com o envelhecimento é por isso que aparece a secreção ocular (“remela”). Já a ceratite senil é um processo degenerativo que pode estar relacionada com alterações renais, muito comum nos cães idosos.

Postado em Blog

Continue Lendo

Glaucoma e uveíte quem chegou primeiro?

Sabemos que uveíte e glaucoma são doenças oculares que acometem animais domésticos podendo levar a perda visual definitiva. Ambas podem ocorrer de maneira concomitante, podendo causar confusão no momento de realizar o diagnóstico. O que nos resta saber é qual das duas se manifestou primeiro, sendo um fato desencadeante para outra.

Postado em Blog

Continue Lendo

Sangue no olho, e agora?

O hifema é o nome dado ao acúmulo de sangue localizado dentro da câmara anterior do olho. Esse sangramento é característico em quadros de uveíte (processo inflamatório que acomete o trato uveal).

Postado em Blog

Continue Lendo

Catarata: Por que é importante operar?

A catarata é uma doença em que ocorre a opacificação da lente e chamamos essa lente de cristalino. O cristalino é responsável pelo ajuste do olho para focar distâncias variáveis. Um dos primeiros sintomas que o animal apresenta quando tem catarata é a mudança de comportamento e o olho com aparência branca.

Postado em Blog

Continue Lendo

Quais os riscos de não operar a catarata?

A catarata é uma doença que gera opacidade no cristalino (lente) que tem função de focar os raios de luz na retina, com isso a catarata impede o alcance dessa luz, diminuindo a capacidade visual do animal.

Essa afecção pode ser de origem hereditária, traumática, causada por uveítes e doença hormonal como a diabetes. Cataratas em estágios avançados é a principal causa de cegueira nos cães, no qual os proprietários reconhecem quando seu companheiro apresenta coloração esbranquiçada e opacidade nos olhos, devido ao acúmulo de proteína no cristalino.

Postado em Blog

Continue Lendo

Qual a relação entre catarata e diabetes?

A catarata pode ser consequência da diabete? A Diabetes Mellitus é uma doença com incidência moderada nos cães. Caracteriza-se por um distúrbio no pâncreas endócrino com diminuição nos níveis de insulina. Esta deficiência ou ausência de insulina pode levar a alterações no metabolismo de carboidratos, lipídios e proteínas.

Postado em Blog

Continue Lendo

Por que ocorre a uveíte?

Como está a visão do seu animal? Ele anda apresentando sinais de desconforto ou dor ocular? Alguma mudança no tamanho do globo ocular ou vermelhidão recentemente?

Alguns sintomas são sutis ao nossos olhos, por isso devemos nos atentar mais as pequenas alterações tanto clínicas quanto comportamentais dos animais.

Postado em Blog

Continue Lendo

O que é a uveíte?

Para entendermos melhor a respeito da uveíte é necessário saber quais  estruturas, oculares ela compromete.  A úvea faz parte da túnica vascular do olho e é composta pela: iris, corpo ciliar e coroide (trato uveal). A uveíte é caracterizada pela inflamação da úvea , podemos classifica-las em uveíte anterior( acometendo iris e corpo ciliar) e posterior ( acometendo a coroide).

Postado em Blog

Continue Lendo

A importância da gonioscopia

A gonioscopia é um exame clínico muito pouco empregado na oftalmologia veterinária devido à falta de padronização e consenso entre os médicos veterinários com relação a esse exame. Sua principal função é auxiliar no diagnóstico de uma importante patologia, o glaucoma.

Postado em Blog

Continue Lendo

O que é exatamente o glaucoma?

O glaucoma é uma patologia de cunho multifatorial, que evolui para obstrução do sistema de drenagem do humor aquoso. Ocasionando alterações da pressão intraocular, morte das células ganglionares da retina, degeneração do nervo óptico, atrofia e perda visual. De acordo com sua etiologia, estágio da doença e a morfologia do ângulo iridocorneal, o glaucoma pode ser classificado como primário ou secundário. Essa classificação é importante para a escolha do tratamento. 

Postado em Blog

Continue Lendo

Nossa missão é manter a qualidade de vida dos animais, respeitando o bem-estar da humanidade.

INSTITUCIONAL

SERVIÇOS

NOTÍCIAS

ATENDIMENTO


Rua Nélio Guimarães, 170 - Ribeirão Preto/SP
(16) 3623-0050 | 3441-2131